Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Meu coração se encontra em paz,
Lágrimas nos meus olhos,não se ve mais.
Em meus lábios há um sorriso,como há muito tempo não se via.
Pensar em você me alegra,me acalma,inlumina os meus dias.
Não há como compara a sensação de contigo estar,de olhar em seus olhos,sentir seu carinhos
em seus braços estar.

terça-feira, 19 de julho de 2011

Me pego pensando em você  no meio das tardes!
sempre no meio das tardes!
Me pego chorando sozinha,
sempre sozinha,sempre aqui.
Me pergunto,ondes estará você?
e onde eu estarei em ti ?

domingo, 17 de julho de 2011

pequeno poema ..

Quando as luzes se apagam  sobre mim,
Quando a escuridão da noite não me deixa vê,
a luz na fim do túnel,e a tempestade dentro de mim,
parce que não vai passar.
Quando as lágrimas,que deixo cair pelo caminho,
tocam ao chão.
Ainda assim eu sigo em frente,pois desisti
pra mim,não é uma opção.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

" quando a chuva toca o mar,
é como se o dedo de Deus tocasse a terra
é mágico "

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Lembranças ...


                                                               Hoje me peguei pensando ...
Nas nossas longas conversas,em nossos risos
Em nossos momentos insanos,
Em nossas tardes depois da escola,nas guerras de almofadas
na sala de sua casa,
Nos jogos de xadrez,e em como você nunca me deixou ganhar,
alias,deixou sim uma única vez...
Era tudo tão bom,era tão a gente..
As coisas eram mais fáceis ou a gente que era mais inocente?
... a resposta ainda não encontrei.
Mais ai, a gente cresceu,e se perdeu,
E tudo ficou diferente,as coisas mudaram tão derrepente
Fizemos de uma vida,duas vidas indiferentes,
Como se pudéssemos separar,o que a vida juntou.
Só agora percebi quanto tempo passo!
e quantas saudades você me deixou ...

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Apenas para pensar ...

Se queremos tantao a paz,por que fazemos guerras dentro de nós ...por que travamos conflitos infindáveis e dolorosos,porque conplicamos o que é simples e proucuramos respostas para questões já resolvidas,porque abrimos feridas ja fechadas e tememos mediante a traumas já superados.
          Por que insistimos no que sabemos que não vais dar certo,
          e falamos coisas das quais temos certeza que vamos nos arrepender,
          errar é humano,perdoar é nobre e divino,mais evitar o erro é sábio e prudente.
          Será que temos prazer na dor,ou simplesmente gostamos de nos martirizar remoendo
          coisas que já pasaram.